25 de dezembro de 2005

Natal todos os dias

Hoje é Natal. Este dia tem um sentido especial para todos nós, até porque geralmente nos encontramos rodeados por aqueles de quem mais gostamos. A família e os amigos dão-nos o alento para a caminhada da vida. Mas confesso que, neste dia, também sinto alguma melancolia provocada pela consciência de que a humanidade enfrenta momentos de grande dificuldade, enredada na incapacidade de pôr fim a profundas diferenças económicas e sociais que retalham o nosso planeta. Nestes momentos propícios à reflexão muitas perguntas ficam sem respostas.

Este sentimento surge porque, neste período, os órgãos de comunicação social também dão um enfoque especial a estes problemas, sobretudo para abanar consciências. Por outro lado também fico animado com gestos altruístas de gente que deixa para trás o conforto do seu lar para ajudar aqueles que mais precisam. São esses voluntários que nos fazem pensar e ter a esperança de que o mundo algum dia seja melhor e mais justo.

Com os inúmeros problemas provocados pelas catástrofes, pelas guerras, pelas doenças, pela intolerância e pelas fracturas sociais, vai valendo a intervenção despretensiosa dos voluntários integrados em diversas organizações que, apesar dos parcos recursos, conseguem agregar vontades para, a seu modo, contribuir para um mundo melhor.

Nos Açores, e também na Graciosa, o voluntariado é uma realidade, mas é preciso continuar a fomentar uma cultura de solidariedade e, ao mesmo tempo, difundir melhor o voluntariado. Há gente que, em prejuízo das suas vidas familiares e sociais, dedica grande parte do seu tempo a desenvolver acções de interesse social e comunitário. Esta dedicação aos outros é a afirmação de que a construção de uma sociedade melhor é feita de pequenas contribuições. A todos eles desejo que o espírito Natalício os acompanhe todos os dias do ano.

1 comentário:

mariana disse...

Olá!
Votos de um bom ano 2006. até breve!