8 de janeiro de 2006

O melhor património


“GRACIOSA, Açores: uma ilha de simpatia no meio do atlântico.” Esta frase ocorreu-me quando andava à procura de uma que melhor definisse a nossa ilha. É claro que é possível encontrar outras, porventura até com definições mais objectivas ou com maior impacto, mas deixem-me dizer que gosto desta, porque exprime aquilo que sinto.

Vivemos numa pequena ilha cujas belezas ultrapassam a sua própria dimensão. Temos um vulcão adormecido, ar puro, tranquilidade, segurança, águas limpas, natureza intacta e paz, entre outras. Mas o que de melhor temos para oferecer a quem nos visita é a simpatia, que é, sem dúvida, inversamente proporcional ao tamanho desta ilha e constitui o nosso melhor património. E é principalmente esse o “feedback” que recebemos dos forasteiros.

É amplamente conhecida a forma cordial com que se recebem os visitantes, nos lares, nas festas familiares, nas festas dos clubes e filarmónicas, que, por ser tão flagrante, causa por vezes um misto de espanto e admiração.

Evidentemente que isso, apesar de ser uma mais valia, não nos resolve tudo. É preciso aplicarmos essa qualidade a todas as áreas de actuação, de forma a dar corpo a uma qualidade humana importante, vinda de longe e que temos a obrigação de preservar.

Mas, por vivermos em condições excepcionais, tendo em conta o que se passa no resto do mundo, é certo e sabido que os problemas, que também os temos, se transformam em grandes problemas pelas fragilidades que a condição de “ilhéus” nos impõe. É a outra face da mesma moeda.

Deixando para trás algumas das chagas próprias das sociedades modernas e que por cá também constituem uma preocupação, como sejam os consumos de álcool e drogas, ultimamente tem surgido um fenómeno novo, que é o vandalismo. Basta vermos o que se está a passar com os sinais de trânsito espalhados por toda a ilha, constantemente e repetidamente fustigados pela fúria de uns quantos. Dizem-me que é preciso mais vigilância e eu concordo, mas é necessário sobretudo educação e isso dá-se em casa e nas escolas.

1 comentário:

Marco disse...

Olá.
Coloquei no meu blog (http://antigamente1900.blogspot.com/) postais antigos da Graciosa.
cumprimentos.